6 de nov de 2010

Reivindicações dos moradores no início do ano

REPRESADOS na várzea do Rio Tietê, dos atingidos pelas enchentes e áreas de risco de deslizamento.

São Paulo, 08 de fevereiro de 2010.

Ao Sr. Gilberto Kassab e Sr. José Serra
Prefeito da Cidade de São Paulo e Governador do Estado de São Paulo

Senhor Prefeito e Sr. Governador,

Nós, MORADORES REPRESADOS NA VÁRZEA DO RIO TIETÊ, ATINGIDOS PELAS ENCHENTES E ÁREAS DE RISCO DE DESLIZAMENTO DA CIDADE DE SÃO PAULO E OS MOVIMENTOS ORGANIZADOS POR JUSTIÇA E EM DEFESA DOS DIREITOS DESTES MORADORES, viemos nesta tarde a esta Prefeitura manifestar nosso REPÚDIO ante as omissões e descasos por parte dos governos para com os riscos a que temos sido expostos pelas enchentes e deslizamentos que já causaram inúmeras mortes em toda a cidade e, pelas calamidades que têm ocorrido na Várzea do Rio Tietê desde o dia 08 de dezembro de 2009 - data do fechamento das comportas da Penha que deu início ao REPRESAMENTO dos moradores em esgoto fétido, apropriado para contaminar pessoas, animais e apodrecer a vegetação, os bens e as casas dos moradores, fato que completa hoje SESSENTA DIAS de humilhação, de exposição a doenças físicas e psicológicas, de mortes, de perda de bens materiais, de desesperanças e, paradoxalmente, de muita indignação traduzida em nossas LUTAS e insistentes denúncias. Por estes motivos viemos a esta casa pública solicitar a este representante do povo – prefeito da cidade que, tendo DECRETADO SITUAÇÂO DE CALAMIDADE PÚBLICA para a região do Jardim Helena na zona leste e ciente dos perigos das persistentes enchentes e represamento das águas sujas misturadas ao esgoto e consequentes deslizamentos em outras regiões, mobilize com o governo estadual um campo de negociação com o governo federal para juntos criarem ações efetivas para implementação URGENTE de MEDIDAS DE PROTEÇÃO E DE PRESERVAÇÃO DE NOSSAS VIDAS. Seguem nossas reivindicações:

 Imediato desassoreamento do Rio Tietê no perímetro entre a barragem da Penha até o município de Itaquaquecetuba com abertura total e ininterrupta desta barragem até o fim do represamento, limpeza de córregos, ruas e bueiros. E, simultânea apresentação da política habitacional que contemple as diferentes situações de moradias e de propriedades dos atingidos pelas enchentes, deslizamentos e represamento – UMA CASA POR OUTRA CASA; indenização.

 Imediata indenização das famílias dos que morreram em conseqüência das enchentes, dos deslizamentos e do represamento; indenização dos bens materiais perdidos e das casas demolidas sem prévia avaliação e que pertenciam às famílias que receberam o vale-aluguel;

 Que seja facilitada a abertura dos equipamentos públicos para atendimento das famílias que a cada dia são vitimadas pelas enchentes, represamentos e deslizamentos. E, que as famílias atualmente alojadas, particularmente em escolas, tenham agilizado seu acesso à moradia.

 Criação de comissão de negociação, incluindo o Governo Estadual, Prefeitura, SABESP, DAEE, Subprefeitura, Secretarias de governo, CDHU e DERSA.


MOVIMENTOS ORGANIZADOS EM DEFESA DOS MORADORES REPRESADOS NA VÁRZEA DO RIO TIETÊ, DOS ATINGIDOS PELAS ENCHENTES E ÁREAS DE RISCO E DESLIZAMENTO DA CIDADE DE SÃO PAULO.
______________________________________________________________________

Nenhum comentário: